top of page

Ajudando seus aconselhados a meditarem na Escritura pro resto da vida

Frequentemente pedimos aos aconselhados que meditem numa passagem bíblica e a memorizem durante o processo de aconselhamento bíblico, pois as palavras de Deus têm o poder para transformar corações! Esse é o quarto post de uma série sobre como fazer isso pro resto da vida. O primeiro texto explora como a meditação e memorização da Escritura são valiosas na vida de todo cristão. O Salmo 1 pincela uma bela imagem de uma pessoa espiritualmente saudável que medita continuamente na palavra do nosso Deus. O segundo texto lida com os aspectos práticos da memorização de uma passagem. Com frequência pedimos aos aconselhados que memorizem um texto, porém muitos não sabem como começar. Para ajudar nesse aspecto, providenciamos um guia para auxiliar uma memorização com sucesso da palavra de Deus. O terceiro post fornece um método prático de como meditar na palavra de Deus. E finalmente, o post de hoje mostra como memorizar e meditar na palavra de Deus pode ter muitos frutos e ser uma disciplina espiritual pro resto da vida do aconselhado. Da mesma forma que Deus usa grandemente essas duas disciplinas para transformar Seu povo (2 Coríntios 3.18) ao longo dos anos, nós certamente desejamos que nossos aconselhados continuem com essas disciplinas mesmo depois do nosso aconselhamento oficialmente acabar.

A necessidade de um plano simples

Com a ajuda de Deus, durante o tempo de aconselhamento, a meditação na palavra de Deus afetou belamente a vida do seu aconselhado. “Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido” (Josué 1.8).

Como parte de cada projeto de crescimento (dever de casa), você deu a ele uma passagem para memorizar que trata diretamente sobre a questão que ele tem lidado diante de Deus. Durante as sessões de aconselhamento, você diligentemente pediu que ele recitasse os versos designados, que dissesse quais verdades Deus está comunicando nessa passagem e que compartilhasse com você uma atitude ou algo específico que essas verdades mudaram na vida dele. Você gentilmente os pressionou para que fosse específico nessas aplicações espirituais. Agora, o tempo frutífero do seu aconselhamento (discipulado intensivo) está chegando ao final. Mas você tem uma preocupação: “Será que meu aconselhado, agora meu amigo, continuará a meditar na obra de Deus diariamente para que ele continue a crescer na semelhança de Cristo?”

Aqui vai um plano simples para uma meditação duradoura nas Escrituras que você pode compartilhar com os seus aconselhados. Às vezes, nós não praticamos uma disciplina espiritual não porque não estamos motivados, mas porque não temos um plano de como fazer. Uma estratégia simples é tudo que precisamos para começar e nos fazer continuar. Quando começamos a fazer brownies, a maioria de nós aprecia a receita descomplicada atrás da caixa. Depois, nós criamos nosso próprio jeito de fazer brownies ainda mais gostosos. Esse plano é apenas uma receita para fazer com que nossos aconselhados comecem a meditar quando não mais tiverem nossas sessões regulares de prestação de contas.

Prepare uma lista de 30 versículos

Para começar, peça ao seu aconselhado que crie uma lista com 30 versículos que ele gostaria de memorizar e meditar. Inclusos nesses 30 versículos devem estar aqueles que ele já conhece ou gostaria de saber. Eles devem escolher versículos que certamente tenham significado em suas vidas. Eles também devem incluir versículos de diferentes categorias da vida cristã. Ter versículos de várias categorias vai balancear a lista. A pessoa que é naturalmente inclinada a adorar provavelmente vai escolher todos os versículos sobre adoração ao nosso Deus maravilhoso e nenhum verso que fale sobre como um verdadeiro adorador deve viver a vida diária. De outra forma, alguém que está animado com o que Deus tem feito em sua vida provavelmente escolherá apenas versos imperativos que os direcionem a como viver, e não escolher versículo algum sobre como nosso Deus é maravilhoso, amoroso e pessoal.

Aqui vai uma lista com categorias amplas de versículos familiares e representativos para seguir de exemplo:

  1. Versículos que Deus usou para te mudar

  2. Arrependimento verdadeiro – 2 Coríntios 7.10

  3. Versículos que te ajudam a adorar a Deus

  4. Deus santo – Isaías 6.3

  5. Versículos que falam quem Deus é

  6. Meu pastor – Salmo 23.1

  7. Deus é bom – Salmo 100.5

  8. Deus é bondoso – Mateus 11.28–30

  9. Versículos que te relembram da realidade verdadeira

  10. Quatro promessas de esperança – 1 Coríntios 10.13

  11. Filhos de Deus – 1 João 3.1

Como nesses exemplos, um tópico deve ser incluído com cada versículo. Essas categorias ajudarão a organizar os versículos na mente para quando precisarem ser usado. Quando a lista for completada, os versículos são contados de 1 a 30.

Como usar a sua lista pessoal de 30 versículos

Esses 30 versículos e suas categorias são os que serão usados para meditar e memorizar durante 30 dias de um mês normal. Escolher 30 permite que cada dia um seja usado. Por exemplo, no oitavo dia de cada mês, o aconselhado medita no versículo número 8. No dia seguinte, o nono dia do mês, ele refresca a memorização do versículo número 9 e medita naquela verdade durante o dia. Para uma revisão de como meditar na palavra de Deus, ver “Meditando na palavra de Deus”. No decorrer de um ano, esses 30 versículos terão sido usados profundamente e memorizados uma vez por mês ou 12 vezes diferentes. No final de um ano, esses versículos estarão decorados e terão sido usados para pregar verdades para o aconselhado no decorrer da meditação por 12 fases diferentes de suas vidas.

Uma vez que os versículos estejam decorados, outros podem ser adicionados à lista. A essa altura, minha lista tem 90 versículos nos quais medito durante o ano. Com 90 versículos, cada versículo é revisado e pensado em 4 dias diferentes no ano. Esse método tem me ajudado bastante a refletir na palavra de Deus todo dia, durante todo o dia. Hoje eu estou meditando na “obediência de Cristo – João 14.21”. Que conforto e ajuda!

Que esse simples método seja usado por Deus para nos ajudar e ajudar nossos aconselhados a prosperarmos espiritualmente em todos os anos de nossas vidas.

“Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite. É como árvore plantada à beira de águas correntes: Dá fruto no tempo certo e suas folhas não murcham. Tudo o que ele faz prospera!” (Salmo 1.2–3)

Questões para reflexão

Como conselheiro, quão importante é para você que seus aconselhados continuem a meditar na Palavra de Deus? Como você pode mudar esse método para que seja ainda mais proveitoso para seus aconselhados? Seria muito direto perguntar na próxima vez ao seu aconselhado “qual versículo você está meditando hoje? O que Deus tem te ensinado?”

Este post, de autoria de Ken Long, foi originalmente publicado no blog da Biblical Counseling Coalition. Traduzido por Estela B. Hook e revisado por Lucas Sabatier. Republicado mediante autorização.

*Os conceitos e posicionamentos emitidos nos textos aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores originais, não refletindo, necessariamente, a opinião da direção e membros da ABCB em sua totalidade.

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page