top of page

Aconselhando Casais Estagnados

QUANDO É DIFÍCIL TER ESPERANÇA A semana raramente termina sem que eu ouça um cônjuge me contar sua história de luta e decepção em seu casamento. Ainda que não estejam à beira da separação ou divórcio, são cônjuges que lutam para encontrar esperança de que seus casamentos vão melhorar. As rotinas do dia a dia do casamento se transformam em frustação e irritação diárias de um relacionamento que foi planejado para ser um brilhante retrato da relação entre Cristo e sua Igreja, mas que, com o tempo, se tornou uma obrigação, estagnada e sem amor. Deixe-me ser mais específico. Do que estamos falando? Estamos falando de maridos que estão espiritualmente indiferentes e beirando a apatia quando se trata de abraçar seu papel como esposo. São esposas que se encontram presas no caos de suas agendas, de suas tarefas, e de suas listas de afazeres, o que as levam a exaustão ao fim do dia. São maridos e esposas que se estabeleceram em uma rotina de vida que negligencia algumas das disciplinas espirituais mais básicas: oração, leitura, solitude, conversa, estudo e intimidade. Todos nós sabemos como essa história termina. Em breve, os desejos ou expectativas de um dos cônjuges virá de encontro aos desejos do outro cônjuge e, antes que você perceba, desenvolveu-se um conflito (cf. Tiago 4.1–3). Infelizmente, uma vez que o casal esteja vivendo num deserto espiritual, não há poço de água viva para se reabastecer. O casal se encontra em desespero e frustração. Como um conselheiro sábio cuidaria desse casal? Como você se aproximaria desse casal… seus vizinhos, aquele casal do seu pequeno grupo, ou seus amigos próximos? Eu creio que Davi nos dá uma boa ajuda, como ponto de partida, no Salmo 25.4–5. Ele clama, “Faze-me, Senhor, conhecer os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas. Guia-me na tua verdade e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação, em quem eu espero todo o dia”. Todos precisamos ser ensinados por nosso Salvador. Todos nós nos beneficiamos da entrada de suas palavras em nossos corações. Mas o que precisa ser ensinado, para que aprendamos?

ENSINE O CASAL A OLHAR PARA CIMA Às vezes é difícil enxergar o que Deus está fazendo em sua vida e em seu casamento. A exaustiva inundação de deveres e tarefas dificultam nossos olhos de ver espiritualmente onde Deus está. E isso se torna ainda mais difícil se nossa visão estiver fraca ou embaçada por não estar sendo exercitada. Quando casais vem até meu escritório e começam a contar suas frustrações e irritações, uma boa pergunta que acredito ser útil para focar a conversa desde o início é: “Onde está Deus em tudo isso? Por qual bom propósito você crê que Deus lhes colocou nessa luta?” A questão não desconsidera as preocupações do casal, mas ajuda a alinhar corretamente o foco e os retira do pântano de seus problemas conjugais. Como conselheiro, você pode começar a ajudar a clarear a situação e dar esperança, mesmo quando tudo parecia perdido. Ensinar o casal a olhar para cima ajuda-os a lembrar as maiores e mais simples verdades da mensagem do evangelho. É colocar Efésios 1–3 em conversa verbal com o casal.

ENSINE O CASAL A OLHAR PARA DENTRO O clamor de Davi tem um único foco na maioria do salmo. Ele parece entender que mudança e renovo espiritual precisam antes criar raiz em seu próprio coração. “Elevo a minha alma… em ti eu confio… faze-me conhecer os teus caminhos… guia-me na tua verdade e ensina-memeus olhos se elevam continuamente ao Senhor… volta-te para mim.” Existe um reconhecimento apropriado da parte de Davi de que esse processo contínuo de mudança deve ser uma realidade em seu próprio coração. Como é fácil para todos nós, incluindo eu mesmo, desejar que o processo redentivo de mudança se inicie primeiro no coração da minha esposa. Por meio de uma lista de áreas para mudar e tarefas a cumprir, eu poderia egoisticamente elaborar um plano de mudança para minha esposa e negligenciar o meu próprio coração. E a nossa carne é enganosa a tal ponto... que pensamos e só vemos o pecado de nosso cônjuge, quando na verdade a mudança precisa começar comigo. Arrependimento e transformação em meu coração e em minha vida, pela graça de Deus, me prepara para desenvolver um amor redentivo por e com minha esposa. Ver maridos e esposas em aconselhamento de casais ficarem chateados e irritados quando não conseguem mudar seus cônjuges é algo frequente. De outro lado, ver um cônjuge perceber que ele pode mudar a rota de seu casamento ao primeiramente focar em seu próprio relacionamento com Cristo é algo verdadeiramente libertador. C. S. Lewis, nessa conhecida citação, apresenta bem essa dinâmica:  “Quando eu aprender a amar a Deus mais do que amo minha amada neste mundo, então amarei minha amada neste mundo de maneira ainda melhor. Na medida que começo a amar minha amada neste mundo às custas de Deus e ao invés de Deus, então estou me aproximando de um estado em que sequer a amarei. Quando as coisas primárias são colocadas em primeiro lugar, as coisas secundárias não são diminuídas, mas valorizadas.”

ENSINE O CASAL A OLHAR PARA FORA Davi termina seu salmo em uma oração redentiva que olha para fora: “Ó Deus, redime a Israel de todas as suas tribulações”. Perceba que Davi entendeu; ele compreendeu que a mudança feita por Deus dentro dele trazia implicações evangélicas a todos os que viviam em sua comunidade. O evangelho, uma vez que este cria raiz e se prende ao coração, move-se para o mundo externo. Isso é Efésios 4–6 verbalizando-se na vida. Descobri no aconselhamento de casais que as simples verdades de Efésios 4.1–3 podem por vezes ser rapidamente postas de lado e esquecidas. Por que Cristo vive em mim, como e a quem eu posso ser mais humilde, gentil, paciente, longânime e unido? A pessoa mais óbvia é o cônjuge com quem estou casado, mas o conselheiro pode ampliar essa visão. A quem você pode encarnar a valorosa pessoa de Cristo na vida do dia a dia?

PARTICIPANDO DA CONVERSA O que você já descobriu de útil ao aconselhar casais nos quais um dos cônjuges parece estar preso nas rotinas terrenas da vida? Como você pode se aproximar e ministrar a esperança do evangelho a casais estagnados? originalmente=">originalmente" publicado="publicado" em="em" inglês,="inglês</a>," no="no" blog="blog" da="da" >Biblical="><em>Biblical" Counseling="Counseling" Coalition.="Coalition</em></a>." Traduzido="Traduzido" Lucas="Lucas" Sabatier.="Sabatier."> Tradução livre.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A perigosa atração de morar juntos antes do casamento

Nota: John Smith é pastor da CBC em Nova Iorque, e este texto reflete um pouco dos desafios culturais e espirituais que ele enfrenta em seu aconselhamento. 75% De acordo com um artigo recente publicad

Não se case com seus sonhos

Frequentemente me deparo com a seguinte conversa. Um noivado é interrompido e então a jovem confessa a minha esposa ou a mim sobre o pedido de casamento: “Fiquei surpresa quando ele me pediu. Eu ainda

Identidade e o Preparo para o Casamento

Uma preparação sábia para o casamento começa com o conhecimento de Deus, com uma vida construída em torno de sua Palavra e com uma compreensão das razões pelas quais ele criou tudo, inclusive o casame

Comments


bottom of page